30 de novembro de 2008

27 de novembro de 2008

OIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII





meio mês depois ganhou destreza motora. gatinha com o joelho direito no chão e a perna esquerda esticada. procura incessantemente as superfícies que lhe permitem apoio para se erguer. na escolinha reclama menos por ser mais independente. continua a detestar-se preso na cadeira e no carro. na praia sente-se livre e para já quase imóvel perante a imensidão de espaço.

24 de novembro de 2008

as liquidâmbares





são agora as minhas árvores de eleição

23 de novembro de 2008

18 de novembro de 2008

16 de novembro de 2008

14 de novembro de 2008

11 de novembro de 2008

do supérfluo




desde que nasceu que temos vindo a constatar quantas coisas a mais publicitam como sendo indispensáveis no enxoval de um recém nascido e que prescindiríamos. embora não nos tenhamos excedido por ai além, de facto, não demos grande uso ao saco. a minha mala passou a incluir diariamente mais uma bolsa com fraldas, uma muda de roupa e toalhitas, é o que nos basta. pouco usamos biberão, cotonetes e, o pequeno esterilizador que acabamos por adquirir, exclusivamente para as protecções usadas, há muito que está dentro da caixa. para brincar recorremos muitas vezes a um rapa-tachos de cor laranja que o atraía mais que muitos objectos específicos e que serviu muitas vezes de mordedor. da praia já trouxemos duas conchas unidas por um fio que serviram de guizo paras as viagens de carro em que não pára de reclamar. ontem, o estalido das cascas das castanhas assadas e o exercício, que continua a apurar, de fazer pinça com o polegar e o indicador, deram um saboroso tempo de brincadeira.

spt


7 de novembro de 2008

noves dentro noves fora


nove meses de caminho para uma cada vez maior independência. são só nove meses exclusivos, a partir daí soltam amarras de dia para dia. ganham todos os dias novas aquisições e fogem-nos mais um bocadinho assim aos bocadinhos. ora, assim num repente, reaprendeu a readormecer sozinho a cada ciclo de sono (que um eczema atópico nas férias tinha-nos perturbado as rotinas) e dois meses a fazer de chupeta a cada duas horas durante a noite já me estavam a deixar de rastos. não gosta de estar sozinho e reclama a minha presença a cada minuto. passamos a introduzir o sal que já saboreia a comida e manifesta com veemência as preferências. ontem comeu duas doses de uma açorda com espinafres.

6 de novembro de 2008

2 de novembro de 2008

humanos de muñoz



estão em serralves os humanos de juan Muñoz.

1 de novembro de 2008



pendo um passarinho numa gaiola. fecho no coração memórias. fomos a viana mas não é lá que me aperta.

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982