26 de fevereiro de 2014

24 de fevereiro de 2014

dia 1
















depois de um plano abortado pelo natal por ter misturado pai natal e muita febre, o tema arrastou-se. tosse aqui, tosse ali e mais uma ite a semana passada. hoje a chupeta abriu e tornou-se imperativa a decisão sem retrocessos nem direito a vacilar. não havia mesmo mais chupetas em casa. choro, muito choro até ao momento em que começou a ouvir as aptidões que um bebé ganha à medida que cresce. o último suspiro terminou com a constatação do óbvio, a chupeta na mão sem a ponta sob o seu olhar observador. acreditamos que lhe fez o luto quando pediu para depositá-la longe, em cima do móvel. ainda lá jaz. um bocadinho de colo, uma história, um copo de água, uma caneca de leite, duas corridas para mostrar como já estava crescido, dentes arreganhados para provar que já os tinha todos e mais umas quantas perguntas depois, adormeceu. foi só o primeiro dia.

20 de fevereiro de 2014

wip II

















teremos para este carnaval um segundo diy. o piolho pequeno teve direito de antena. depois de vacilar no aproveitamento das sugestões disponíveis e de recusar a proposta em cima da mesa, está irredutível quanto à opção que fez. vontade lhe será feita. estamos no início, a puxar as primeiras pontas do novelo mas já há sugestões em cima da mesa. 

19 de fevereiro de 2014

olha


















hoje olhei para o céu e pensei, afinal as nuvens também podem ser azuis. não tive tempo de tas mostrar.

16 de fevereiro de 2014

bom dia


















metemos sempre fruta nas nossas manhãs. no entretanto filho grande avançou primeiro um A depois um D. acabamos a montar palavras.

14 de fevereiro de 2014

13 de fevereiro de 2014

das rotinas


















o tempo que sobra entalado nas rotinas dos dias voa. temos cartão fresquinho. um círculo e um quadrado. na falta de mais ideias o círculo tem para já como destino transformar-se numa nova roda dos alimentos, o quadrado foi recortado hoje entre sopas e sobremesas. diz o filho pequeno que é o papa. se ele diz....

9 de fevereiro de 2014

mini space boy

















gosta muito de cantar, de cavalos, de violas e de imitar o irmão. os calções caem-lhe como uma luva. sorri muito. mas também manifesta, por todos, o que o faz triste.

8 de fevereiro de 2014

seis voltas
















teve prendas na medida certa. meia dúzia. a bicicleta, legos, um tabuleiro de xadrez, uma prancha, uns binóculos e 3 patetas a fazer história. tem seis voltas ao sol e muitas, muitas horas de voo. um dente subtraído e muitas letras de mãos dadas a fazerem sair palavras. descasca cenouras com o raspador, e usa a máquina de costura quase por sua conta e risco. tem preguiças estratégicas combinadas com baixos estímulos. tem uma costela perfecionista e outra de teimosia. os desenhos animados da primeira metade do século XX enchem-lhe bem as medidas.

7 de fevereiro de 2014

meia dúzia de anos



















dezenas de meninos convidados. muitas pernas a crescer nos convites preparados. desta vez, espalmamos os rolos de papel higiénico, desenhamos pernas que encolhem e esticam e convidamos um mundo de tarzan's e jane's para uma ida ao teatro.

2 de fevereiro de 2014

in progress
















estava ele à distância de um clique. tão perto que esteve do adicionar ao carrinho. mas não. gostamos de nos meter em trabalhos. gostamos de espalhar cola, canetas, tecidos, fita cola, papeis, cartões e tudo o que mais houver à mão. entretanto há lixo pelo chão, há quem vibre, há quem reclame. entre entusiasmos e reclamações há sempre rescaldos positivos porque há partilha e convívio. os custos são indubitavelmente sempre superiores. o tempo balança ambíguo porque se perde e se ganha. ganhamos tanto tempo bom. e quando vamos a meio do caminho quase a desistir, quase a carregar no buy it, já são eles, os pequenos que nos demovem, mesmo depois de os tentarmos com a imagem de um pret à porter à medida, e arriscam um oh não. fazemos nós. aqui está ele. a tomar forma. entretanto continuaremos, a quatro, a trocar ideias para avançar.

materiais:
uma bacia transparente
fita cola cinzenta
tecido branco
enchimento ( compramos o de usar em exaustores)
cola
tesoura

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982