30 de abril de 2019

até velhinhos


é uma miúda. tem 3 filhos e viveu em 3 países. teve um namorado durante um década e partilha vivências intensas há uma dúzia de anos. parece que está sempre zangada mas tem o coração serenado e tão agradecido que tem medo que transborde. é daquelas mães insuportáveis que faz saquinhos, lanches e vai a todas as reuniões, conta muitas histórias e gosta de cumprir rotinas. faz muitas macacadas, pendura matéria para estudar nas árvores, canta tabuadas com rimas patéticas mas grita tanto que fica com o coração em trovoada. tem o parceiro melhor deste planeta porque não sabe da vida em outros. desconfia que caminharão até velhinhos, que farão viagens em lista de espera, juntos, mas teve durante muitos anos um sentimento secreto de que as relações podem não durar para sempre e não faz mal. cada vez que olha para o caminho percorrido faz adormecer o sentimento e sorri para o futuro que lembrará ainda mais o passado. chegaram juntos à adolescência da relação, são verdadeiramente uns maduros teenagers. quer muito chegar ao alzheimer a ler a sua própria história de vida, acompanhada por amor. o amor da sua vida. 


29 de abril de 2019

ferramentas de um terceiro round


tem muitas mais ferramentas ao dispor, barulho, informação, voltas e contactos. tudo isso faz do seu caminho um caminho diferente mesmo que tenha os mesmos condutores dos irmãos. a vida é outra. mas o nome do meio é irmão.

27 de abril de 2019

montar tenda e uma prima nova


























perdemos o nosso chão no mundo, o nosso canto de pés no chão. teremos sempre o chão de todos, o parque nosso, vosso e dos outros. desta vez carregamos tendas e a nossa estrutura polivalente.

26 de abril de 2019

esher e mergulhos fora da rotina

descobri-mo-nos a cada exposição, a cada passeio, a cada momento de lazer. é fora das rotinas que mergulhamos mais fundo na vida que a rotina dá.

25 de abril de 2019

e quando há resistência à sopa



sacamos sempre de truques da cartola. aguarelas, massas para enfiar em fios, plasticinas, picotagens, tesoura e papel, feijões e tudo o que na envolvente próxima se revelar desafio e mostrar algum campo exploratório por desbravar em alternativa aos animados. quando usamos o caminho mais fácil temos ido pela estrada das english super simple songs. 

24 de abril de 2019

visitas de estudo



por querer abrir o espetro para além da área de influência em que a vossa parentalidade se move. fazemos programas abrangentes. à medida que crescem moldam-se e denunciam interesses. confirmamos desta vez que este tema não será para todos.

23 de abril de 2019

desenhar e pintar de pernas para o ar


a proposta lançada tem sempre ecos diferentes, houve um que a levou a fundo de forma literal, numa espécie de exercício "miguel angeliniano". preparou suporte e conteúdo sozinho e lançou-se no desafio com tudo. 

22 de abril de 2019

desenhar e pintar pernas para o chão




























os peixes morreram em bloco mas houve tempo de os registar. tínhamos ido ao esher e a uma exposição do corpo humano. quando aterramos em casa propus pintar no "teto" da mesa da sala. deixei as tintas em cima da mesa e os peixes saltaram para o papel sem serem virados do "avesso" como havia proposto.

20 de abril de 2019

atividades extracurriculares


atividades extracurriculares perfeitas são inatividades ativas

18 de abril de 2019

os inventores

uma semana mergulhados feito inventores.

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982