31 de julho de 2008

bis




todos os anos repito a dose. todos os anos me repito, ah e tal este ano vou escolher um restaurante para juntar alguns amigos, os poucos. todos os anos acabo a remexer o mesmo paté caseiro, a desenrrascar sobremesas que a irmã já experimentou, alguns dos anos o pato mergulha no arroz, outros, as tartes de legumes, saladas, folhadinhos de qualquer coisa substituem o conduto. no último ano o ventre já trazia um novo condimento à minha vida. neste, o jantar tem outro ritmo, e mesmo outro cansaço. mesmo assim não descanso enquanto não ilumino as alfaces de frutos secos, queijinhos ou frutas, mesmo que às vezes venham pré-lavadas. "apertei" a mesa para assar uma carne e desenrrasco sempre mais qualquer coisa de novo. aguardo, de avental, os amigos, animada e mais enrrascada que na mesa faltam os talheres e gosto de me apresentar prontinha. a papinha de maça baralhou os horários e eu desbaralhei os esforços e relaxei a "etiqueta". para o ano há mais. muito mais. todos os anos, a partir de agora a dobrar.

XXXI

tenho um bolo de chantilly para comemorar o meu aniversário e não gosto de chantilly. gosto de beber água fria. não gosto de multidões. gosto da passagem das estações e por isso de inverno e verão. gosto de viajar e não gosto de torrar ao sol. não gosto de me banhar em água fria, nem no chuveiro nem no mar. gosto de água fria na cara e no cabelo. relaxo qundo me mexem no cabelo e, no geral, gosto de massagens. tenho uma vida antes dos trinta e depois dos trinta que é a mesma. gosto do silêncio. gosto de passear a pé. gosto de andar descalça e cada vez menos com tacões. com alguns, gosto pouco de falar do tempo e da vidinha, com outros, gosto muito de partilhar o tempo e a vidinha. gosto de ser optimista. não gosto que me "avariem circuitos".

27 de julho de 2008

...


vou conseguir ficar com ele até aos 7 meses, tempo recorde para uma grande parte das mães que conheço. mesmo assim já tive insónias, o que eu queria era ficar, pelo menos, até ao primeiro ano e, pelo mais, até aos três. antecipo a separação num processo mental de consciencialização. bem sabemos que não somos especiais mas para nós a nossa relação é que conta.

26 de julho de 2008

(des)ajustes


estamos quase quase a arrancar para férias. vamos destabilizar alguns hábitos. quando voltarmos temos mudanças à mesa, uma cama para esticar e deslocar e uma mãe menos presente.
instruções da cadeira: ir ajustando os parafusos com o tempo.

22 de julho de 2008

persepolis


receita de fim de semana com os temperos todos au point

16 de julho de 2008

15 de julho de 2008

xuac


notas soltas



para lembrar que ao primeiro puré de maçã fez caretas mas comeu até ao fim. as restantes primeiras vezes foram todas sem estranhar, só a entranhar...

14 de julho de 2008

4 de julho de 2008

casa lido




e o melhor arroz de lulas...

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982