27 de fevereiro de 2009


done




a ver ainda se a "quilto"

26 de fevereiro de 2009

enquanto


ele dorme e a contra relógio

25 de fevereiro de 2009

o primeiro de muitos


puxou um candeeiro. tem um arranhão no nariz. cada vez arrisca mais os passos. anda quando não pensa nisso.

22 de fevereiro de 2009

sair



era muita gente e por isso tomamos de assalto um turismo rural com cozinha industrial. para a próxima começar o karaoke mais cedo e pensar que fins de semana entre amigos com filhos é muito diferente do tempo em que não os tínhamos. tudo tem outro rítmo...

19 de fevereiro de 2009

18 de fevereiro de 2009

o%O





e se voltasse a deslocar-me para o local de trabalho de bicicleta? um contra: como transportar depois o miúdo...

17 de fevereiro de 2009

sombras II


tem uma dúzia de meses bate palmas e isso não interessa a quase ninguém. já vai na meia dúzia as vezes que lhe tirei à repa, desta vez o debaste foi por quase todo. controla a gaveta dos tupperwares e não fosse o constante rodopiar dos meus olhos hoje a roupa tinha lavado na máquina com eles. no carro, apanhei-o a roer a ameixa que conseguiu roubar do saco da fruta que viajava no banco de trás. já foi capaz de dar dois pares de passos sem apoio. tem os sonos ritmados mas para entrar nos sonhos quer-me a mão. há dúzia e meia de meses esta era a sombra e esta também...

15 de fevereiro de 2009

14 de fevereiro de 2009

13 de fevereiro de 2009

o 0 O o


ao sol



depois de tantos dias cinzentos, presos pela chuva e pelo frio, o sol destes dias só podia ser para comemorar. esta semana não perdemos o parque e a praia e o ar livre em geral.

7 de fevereiro de 2009

primeiro ano




há um ano cortei o cabelo na mesma tarde em que esperei que ele me saísse de dentro, este ano antecipei-me um dia. 365 dias de pura afectividade crescente. entranha-se-nos o cheiro. os tsurus já voaram e estão a postos para a festa.

5 de fevereiro de 2009

reutilizar



a ideia não é exclusividade minha e a la ga também serviu de inspiração. juntaram-se os envelopes das encomendas. fizemos costura dupla na máquina de costura para ficar reforçado. já está a uso e parece que funciona bem.

1 de fevereiro de 2009

a prenda que eu não comprei




este é o produto final deste projecto, mesmo a tempo para a festa.

under construction






há um ano a minha barriga não queria dar sinais e o evitável aconteceu. ando a preparar-lhe a festa que ele dificilmente recordará. na memória documentada ficarão certamente alguns apontamentos. ficarão os tsurus que voarão como pano de fundo da cena, o bolo escolhido a dedo (que nem sempre dá jeito fazer tudo tudinho) e, ficará, espero, o que lhe preparo de presente. esta mala pode ser uma quinta, uma casa, até mesmo a própria cidade, tem carro à porta, portas, janelas, ruas, ruelas com árvores, bancos de jardim e várias lojas. lá dentro tem o jardim e meninos e meninas que servirão de cenário. passei dois serões do fim de semana passado a imaginá-la, a selecionar tecidos entre os disponíveis, a produzir moldes para os moldes finais, a unir tecidos, a montar a estrutura e a repensar os apontamentos. conto acabá-la a tempo. a minha cábula inicial foi esta. para depois fotos melhores que o tempo continua cinzento.

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982