11 de junho de 2011

quase-quase

a eminência do parto começa a não deixar espaço para a racionalização que coincide com os pontapés de perguntas e constatações das pessoas com que nos cruzamos. está quase ou não, é para quando, vai ser onde (tema que se costuma prolongar), a barriga já desceu (assim como quem tira medidas de esguelha e não adianta dizer que há 4 dias a médica que me examinou o achou ainda muito subido). cansam as perguntas desta fase, a barriga e o quase-quase. quase não há fotos, o cabo da máquina desaparecido, coisas por deixar organizadas e as hormonas a tentarem baralhar circuitos logo agora...o que se avizinha não há-de ser menos cansativo e menos baralhado mas este quase está-me a deprimir porque me adivinho o filme da outra vez. é que não sinto as caminhadas estarem a servir para alguma coisa.

8 comentários:

Marina disse...

É normal pensares que vai ser como da outra vez, é a experiência que tens. Eu também pensava assim e só acreditei que ía mesmo ser diferente quando a enfermeira disse "já toco a cabeça assim" e me mostrou duas falanges! As caminhadas não me ajudaram da primeira vez e desta vez resolvi nem me cansar com elas. Creio que o que me ajudou verdadeiramente foram os exercícios das aulas de preparação para o nascimento.
Pensa positivo, pensa que é o que queres e que vais conseguir.
Um beijinho grande, estou a torcer por ti!

Alexandra Durão disse...

Vai correr tudo bem! Em breve já estarás a mostrar (ou não) uma imagem linda do teu bebé e a receber montanhas de felicitações! Desejo-te uma hora pequenina, é como diziam as avós, que assim seja! :-)

Marina disse...

A minha Carmo nasceu às 39s+1d e a minha barriga esteve sempre subida. Acho que não é por aí... Há bebés que só encaixam durante o trabalho de parto.
Durante as aulas fazíamos um exercício que podia facilitar o encaixe: posição de gata assanhada - de gatas, inspirar profundamente pelo nariz, encolher a barriga e arquear as costas para o ar até deixar de ver a barriga (quase!), depois expirar pela boca olhando o tecto a arqueando as costas para baixo. Repetíamos umas 4-5 vezes.
Outro exercício era o treino de fazer força. Encostávamo-nos confortáveis, a enfermeira até se punha por trás de cada uma de nós à vez e encostávamo-nos a ela, depois fazíamos força como se fosse para empurrar o bebé para fora. Era um exercício de concentração, não podíamos fazer força com a garganta, tínhamos de com a respiração empurrar o diafragma para baixo e fazer força para fora com os músculos de kegel. Umas 4-5 vezes.
Outra coisa que também pode ajudar são as relações sexuais e faz-se com mais prazer que uma caminhada!!!
Beijinhos

madrid disse...

É verdade: pensa em positivo, comunica-te com o V. e imagina-o a colocar-se, funciona. Estamos a torcer por ti! Bjs.

djf disse...

Conheces a manobra para dar a volta ao bebé mal colocado? Deixo-te uns links, por cá chama-se "versión cefálica externa":
http://www.bebesymas.com/noticias/dar-vuelta-al-bebe-que-viene-de-nalgas
Um video: http://www.bebesymas.com/embarazo/dar-vuelta-al-bebe-que-viene-de-nalgas-video

umademim disse...

está de cabeça para baixo mas sinto o tempo a passar e ele a não querer descer lá do primeiro piso ...

madrid disse...

Aaaahhhhhh! Então se é isso não te aflijas, e que ninguém te meta pressas: a gravidez é "normal" até as 42 semanas!

Pátuá disse...

:)acho que não te deves stressar,um parto nunca é igual a outro. Estares tranquila e pensares positivo só te vai ajudar,como disse a "madrid" a gravidez é "normal" até ás 42 semanas.
Desejo-te uma hora muito pequenina:)
beijinhos

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982