24 de julho de 2013

outono antecipado - folhas e palavras a caírem do céu


































brincaram com folhas como se o outono se estivesse já a instalar. é verão, há muitos mergulhos por nossa conta. hoje repetimos a salada russa mas não repetimos a lista de ingredientes em inglês. durante a tarde apanhei-lhe onion na ponta da língua enquanto tentava juntar as folhas num monte. há nove meses, era outono, e catalogamos todas as folhas do pátio do prédio. agora andamos mais a dissecar palavras numa espécie de antecipação outonal mas há muitos dias em que não lhes ligamos muito, às palavras. folhas e palavras que pertencem ao próximo outono a dançarem no calor do verão. têm caído naturalmente que não se força a natureza. quem disse que não se pode brincar com quase tudo incluindo folhas e palavras? é sempre surpreendente o encadeamento de raciocínios, como saltam galáxias ou fazem voos rasantes. desta vez the onion era uma peça solta não associada com a cebola cozida que estrategicamente deixa para o final, ou que isola, num processo de degustação mais apurado. enquanto acumulava o maior monte de folhas já secas e caídas e as fazia dançar no ar, tal e qual como os meninos com quem "brinca" num processo paralelo, soltou um: mama quem inventou as palavras?

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982