31 de outubro de 2012

manhãs produtivas



















não temos o material de 3º e 4º dont de froebel mas temos cubos e paralelipípedos de outros jogos que adaptamos. começamos com um muro baixo e passamos para um muro alto de uma quinta com um pomar, abrimos-lhe um portão que construimos num outro material (usando os paralelepípedos) cada um de nós construiu o portão com a dimensão e  a altura que quis, o cão que guardava as ovelhas da quinta saltou por cima do portão e derrubou algumas peças, somamos, subtraímos apontamos os aumentos dos muros, exploramos noções de em cima, entre, atrás, à frente, dentro, fora, etc e fomos divagando pela história até sentirmos que já chegava.

30 de outubro de 2012

wip

















quis construir uma casa para os playmobil, decidiu que teria telhado por isso vimos que o telhado era uma pirâmide com um vértice na ponta e era formada por triângulos nas faces. mediu o seu mais cabeçudo playmobil para abrir portas e tem mais ideias para a sua altíssima casa mas ficaram para outros dias...

28 de outubro de 2012

5 sentidos








não contavamos que a exposição para além de todos os esqueletos previsíveis tivesse, no final, a exploração dos cinco sentidos. usamos o paladar para provarmos todos os frasquinhos brancos cujo conteúdo tentamos descodificar, ouvimos com atenção todos os sons disponibilizados pelos auscultadores, chuva, combóios e palmas foram alguns dos identificados e cheiramos todos os odores disponíveis com a solução à distância de um botão verde que fazia iluminar a respectiva imagem. por fim o tacto e a visão representados pelos seus orgãos. os cinco sentidos estavam frescos na memória e até tiveram direito a uma espécie de rima mais uma vez inventada e cantarolada no fim de semana passado: 
 
tenho 5 sentidos
e 5 dedos nas mãos
2 olhos e 2 ouvidos
para a visão e a audição
posso ouvir um passarinho
ou um grande barulhão
a visão é um sentido
tão fácil de falar como o paladar
os olhos para ver
a boca para provar
só fica a faltar o tacto e o olfacto
o nariz para cheirar
para o tacto um grande abraço

corpo humano








































tínhamos durante a semana falado do corpo humano com base no contorno do corpo dele. a propósito mostramos-lhe o era uma vez a vida, com algum receio confesso, que me parece ainda muita informação, mas vermos uma série juntos e falar sobre o que vemos, que era o que devíamos fazer muitas mais vezes com os nossos filhos, pareceu-me positivo. sabemos que não entende metade dos termos do que ouve mas capta sempre algumas coisas. hoje visitamos o museu de anatomia.

27 de outubro de 2012

aos poucos




 
a casa decora-se. o móbil já rodopia. não foram necessários exercícios de física o equilíbrio obteve-se por ajuste directo. aos paus, do parque mais próximo, juntamos fio e tsurus com esta ajuda, o papel reciclamos o que nos chega às mãos. custo = 0
 
bom fim de semana

26 de outubro de 2012

noção de conjunto




















temos uma vantagem a nosso favor porque seguimos os sumários que a escola nos disponibiliza através do site. depois, convenhamos, não é só facilidades, há algum estudo e investigação sou formada em arquitectura, não em pedagogia ou ensino. a arquitectura é capaz de me ter dado alguma capacidade de imaginação que umas vezes melhor outras pior usamos.

25 de outubro de 2012

o cubo


















estamos em casa, na escola, na escola, em casa e é uma baralhação. por isso saímos muitas vezes logo ao acordar como se fossemos para algum lado e não vamos a lado nenhum. às vezes não saímos. às vezes o bebé adormece na saída, às vezes não. o meu cérebro carbura a toda a hora para nos reinventarmos. aliciei-o com os playmobil e os legos que chegaram esta semana embrulhados em muito bacalhau a escorregar em azeite enquanto adormeci o pequeno. como se começa um dia de trabalho depois deste cenário? e para falar de um cubo? dei à manivela num repente e a corrente fez plim à velocidade da luz. fiz dançar os nossos cartões- ja disse que a nossa vida está repleta de cartões e aviões? - e falei com os meus botões  - vou aqui construir uma coisa espectacular queres ver? saiu-nos um cubo e um paralelipípedo de base quadrada, ele colou as arestas e muito rapidamente passamos aos vértices, às diferenças, à contagem e comparação, ao registo, etc, tudo de forma animada e motivada. hoje enquanto preparava sopas e refeições, as coisas correm muito bem no meio de tachos, talvez seja melhor começar a concluir, e contemplava o feijão de molho, piscou-se-me de novo opiloto automático que já aqui devo ter inserido. ensaiamos usando feijões mas a estrutura não se seguraa por isso fi-lo trabalhar o pão seco de muitos dias como quem trabalha plasticina (tarefa que nos é tão familiar e vem da geração anterior, a maçada de uma refeição formal sem equipamentos informáticos em outros tempos fazia pais mais criativos). e voltamos ao tema dos vértices, das arestas e outras que tais porque uma mãe precisa de muita ajuda.

blocos lógicos

 
exercício com sucesso inventado na hora
 
1-manuseamento livre dos blocos lógicos
2- construção espontânea de um foguetão
3-então para não nos esquecermos do teu foguetão vamos registar as formas usadas
4-registo da sequência com ajuda, confronto com as dificuldades
5-registo da sequência sem ajuda
6-registo da quantidade de cada uma das formas utilizadas
7-"espera mama! os foguetões têm janelas!
8-quantas janelas tem cada uma das partes do teu foguetão? regista

matemáticas



 era suposto trabalharmos com calculadores multi básicos. a questão é que não os temos mas a magicar na cabeça já andavam soluções por isso andamos a fazer o bebé merendar iogurtes que numa situação normal provavelmente não escolheríamos, nada contra eles mas somos de optar por produtos universais e não por produtos apelativos às crianças porque nos cheira sempre a pior qualidade. se é para aliciar pomos travão. cá por casa os meninos preferem isto a isto por exemplo. no entanto, as embalagens coloridas, empilháveis, de dimensão manuseável, convenceram-nos e andamos a magicar usá-las. um destes dias antes do almoço (as nossas aulas às vezes são a "deshoras" por muito que tente organização) fizemos algumas somas e subtracções a brincar, por cores, por cheios e vazios, etc. a brincadeira estava a correr tão bem ( aprender é melhor a brincar) que chegamos aos números pares e ímpares, tão a brincar que o apreendeu na perfeição, porque os iogurtes vêm aos pares e se não têm par ficam ímpares coitadinhos dos conjuntos de 3, de 5 ou de 7.

24 de outubro de 2012

de comer



  
 
 
 
 
 
 
 
 
 










tínha já durante a semana desenhado entre os alimentos saudáveis as frutas de que gostava mais e de que gostava menos e entre os alimentos não saudáveis usou os doces para fazer o mesmo. romã, maracujá e as mais tradicionais laranjas e tangerinas dançaram na lista dos preferidos enquanto peras, melões e melâncias foram parar ao -. o chocolate dançou nos mais não saudáveis e as gomas foram parar ao grupo dos menos. como no dia seguinte compramos romãs e se deliciou até não mais poder quis destacá-la em desenho. hoje passamos a tarde a fazer rodar alimentos na roda que construímos seguindo todos estes passos. este menino sempre dominou bem a tesoura. e a propósito finalmente substituimos os pacotes de ovos que nos serviam de fruteira e temos uma "fruteira à séria".

22 de outubro de 2012

material alternativo





 quando dá e se proporciona usamos material alternativo por exemplo enquanto se prepara a sopa. o coelho ordenou pela ordem crescente, escolheu quantas queria roer e concluimos com quantas ficava.

20 de outubro de 2012

mickey

 
será o futuro próximo creio. em vez de comermos o que um canal de tv nos atira aos miolos todos os dias, aqui, mais do que nunca selecionamos o que ver. há um bocadinho de manipulação em mim admito e já antes lhe selecionava os desenhos animados ou, pelo menos, o dissuadia de ver os de maior violência, com mensagens muito pouco interessantes ou desenquadrados para a sua idade. a idade avança e perdemos todos os dias um bocadinho mais do controlo e no descontrolo resta-nos explicar porque é que determinada opção é melhor ou pior do que outra. também há momentos para os desenhos animados, que entre o jet leg de 16 para 56 meses, têm momentos de muita utilidade. há muito ao dispor muito mickey e companhia também e depois encontram-se coisas deliciosas como esta orquestra de 1935. também há os mickeys actuais em muitas línguas (serve para compreender um mundo novo de línguas diferentes) mas os gráficos antigos têm outra beleza para os quais tentamos seduzir vamos ver se com sucesso.

19 de outubro de 2012

;(


















a sopeira que há em mim. recebe flores.

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982