7 de junho de 2018

um ponto que foi passear





às vezes abrimos livros e saem desenhos teus, sem data. foi o desenho, também, que te deu confiança num ambiente inóspito, num país diferente. é do desenho que os teus colegas falam agora que se recolhe um apanhado de um fim de um ciclo. delongo-me a observar o minucioso recheio daquela rena. desenhos e animais um dia reconto-te as horas que passamos a ver david attenborough.

Sem comentários:

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982